A Magia da Poesia

 

   O que se faz ?
MESTRE DE HARMONIA
 
Lá está bem preparado,
Com amor, sabedoria,
Quando o grupo inda agitado
Com os percalços do dia  
 
Chega alegre, inspirado
Pensando em melodia
Para um clima apropriado
Que levará à sinergia
 
Sensível mestre indicado,
Pra transmutar apatia
Com musical refinado
Em auspiciosa energia
 
Desde um marchar compassado,
À nivelada calmaria
Ao abrir-se o livro Sagrado
Com a Egrégora que vigia 
 
Um irmão habilitado
A equilibrar a confraria
Por isso assim chamado
De “Mestre de harmonia”

 

 

Aos próximos versejado

Profanos, com grande afeto,

O que se tem praticado

Sob nosso celeste teto

 

Que é um Templo Sagrado

Oficina e lugar predileto

Dum livre pedreiro empenhado

À obra do Grande Arquiteto

 

Desde quando iniciado

Busca a perfeição do projeto

Qual aplica porfiado

Em sua missão no trajeto

 

O desbaste desvelado

Da pedra bruta o objeto

Pra ter o brilho sublimado

Que oculto no obreiro é repleto

 

Não há segredo ou pecado

Trabalho perfeito e discreto,

Há muito aceito e louvado

Que nada tem de secreto

 

A prova, algum tempo passado,

Sucesso é algo concreto

Progresso do obreiro é notado

 

E um alguém ressurreto !

 

 

Ir∴ Adilson Zotovici

ARLS∴ "Chequer Nassif" Nº 169

 

 

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos