A Magia da Poesia

 

   Mostra a tua luz
MESTRE DE HARMONIA
 
Lá está bem preparado,
Com amor, sabedoria,
Quando o grupo inda agitado
Com os percalços do dia  
 
Chega alegre, inspirado
Pensando em melodia
Para um clima apropriado
Que levará à sinergia
 
Sensível mestre indicado,
Pra transmutar apatia
Com musical refinado
Em auspiciosa energia
 
Desde um marchar compassado,
À nivelada calmaria
Ao abrir-se o livro Sagrado
Com a Egrégora que vigia 
 
Um irmão habilitado
A equilibrar a confraria
Por isso assim chamado
De “Mestre de harmonia”

 

Mostra o que trazes obreiro

Sob abóboda hospitaleira

Aos teus “iguais” do canteiro

Livre de qualquer goteira

 

Abre o peito por inteiro

Da  tua fonte a torneira

Que és um livre pedreiro

Pedra bruta alvissareira

 

Não te julgues derradeiro

Expõe tua lição caseira

Inda que frugal roteiro

Melhor que cópia grosseira

 

Nenhum labor de terceiro

Que obra prima altaneira

Fará de ti sobranceiro

Mas, mostrar-te-á de viseira

 

Atento está teu companheiro

A  ouvir-te sobremaneira

Ver do teu  coração fagueiro

Luzir tua Luz Verdadeira !

 

 

Ir∴ Adilson Zotovici

ARLS∴ "Chequer Nassif" Nº 169

 

 

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos