O PODEROSO BRUXO

 
 
 

O PODEROSO BRUXO

 

Sentou-se no topo da montanha, olhou a linda

paisagem e resolveu raptá-la.

Anestesiou o mar, proibindo o banho das encostas,  

sucumbindo a vida.

Sepultou as gaivotas no azul do céu.

Proibiu a açucena de exalar o seu embriagador

perfume e calou o canto dos passarinhos.

O vento não mais balançou as verdes folhas do

coqueiral, e as ondas adormeceram, preguiçosamente.

O pescador, enfeitiçado, não mais conseguiu recolher

a rede, nem retornar ao trapiche.

Finalmente, sarcasticamente sorriu, lavou os pincéis e

desceu a montanha, aplaudido pelo mundo das artes !

 
 

Sinval Santos Silveira

 

 
Veja mais poemas do autor

Clicando no seu BLOG: https://poesiasinval.blogspot.com        


* Sinval Santos da Silveira
Obreiro da ARLS... "Alferes Tiradentes"
Registrado sob o nº 20 na M... R... Grande Loja de Santa Catarina
Or... de Florianópolis/Santa Catarina

.