INJÚRIA

 

Fere mais que punhal.
Nada causa tanto mal !
Até na Bíblia, e na lei dos homens, é reprimida.
Gera dores, abre fendas e feridas, atravessa
o  tempo, sufoca o vento, resulta morte.
É um monstro que nasce na boca inconsequente,
atinge a alma do inocente,  levando revolta e dor.
Não há tratamento nem esquecimento...
A ferida não cicatriza, queima como fogo do inferno.
Já destruiu fortes amores, furtou perfumes das flores,
acabou com o encanto do luar.
A solução nasceu na cruz do sacrifício, quando o Cristo Jesus
pediu ao Pai "PERDÃO AOS IGNORANTES", por
 desconhecerem aquele mal ...

 

SINVAL SANTOS DA SILVEIRA

 

Obreiro da Loja "Alferes Tiradentes" Nº 20

Florianópolis-SC

Leia mais poemas do autor: https://poesiasinval.blogspot.com

Voltar