A participação da mulher e da família na Maçonaria

A base da Instituição Maçônica é a fraternidade, é entre seus princípios fundamentais, esta a prática da primeira das virtudes: A solidariedade humana. Por isso reúne os homens em suas Lojas, nas quais reinam a moral, a tolerância e a solidariedade. Porém, a Maçonaria também dedica à família o melhor de suas atenções. E embora a mulher não participe diretamente dos trabalhos maçônicos, não se pode dizer que não lhes presta a sua colaboração, pois, enquanto os maridos se dedicam aos trabalhos da Loja, as esposas se constituem em guardiãs do lar e dos filhos, além de participarem ativamente das atividades solidárias promovidas pelas Lojas Maçonicas. 

Portanto, sob o critério filosófico, a Maçonaria destina-se tanto ao homem como à mulher, complementos que são um do outro e destinados como estão a constituir a família como base celular de uma sociedade bem organizada.

Os Maçons tributam, portanto, à mulher não somente o respeito que ela merece como mãe, esposa, irmã e filha, mas também pela admiração a que tem direito por ser o ornamento da humanidade, na qual tem exercido um grande papel civilizador e propulsor do progresso dos povos.

Todavia a mulher e a família não ficam de fora das atividades maçônicas.

Existem diversas associações mantidas pela Maçonaria, chamadas Associações Paramaçônicas, para as Senhoras, como, a Fraternidade Feminina Cruzeiro do SulEstrelas do Oriente e etc.

Recentemente começou a funcionar no Brasil a Ordem do Arco Íris que é mantida pela Maçonaria, com o objetivo de formar moças entre 11 e 19 anos.

Neste mesmo aspecto, existe a Ordem De Molay para jovens do sexo masculino, na faixa de 13 a 21 anos incompletos, com objetivos amplos de formação do jovem, preparando-o para uma vida futura, moldando o seu caráter para uma cidadania plena e responsável. E a APJ - Associação Paramaçonica Juvenil, mantida pelo Grande Oriente do Brasil, para jovens de ambos sexos.

Em alguns lugares já funciona a Ordem Internacional das Filhas de Jó, também para as moças na faixa etária entre 11 e 19 anos.

Estas organizações possuem atividades sociais e ritos próprios, cujo objetivo é aglutinar os jovens desenvolvendo os seus talentos, qualidades e potencial de liderança.

Cumpre esclarecer que, embora essas organizações tenham mérito reconhecido, os demais membros da família não são obrigados a aderir.

A família é para a Maçonaria a célula da humanidade. Quem não tem condições morais para ser um bom chefe de família, não pode ser maçom. Quando não se devota ao lar, quando não se preocupa com a família, o Maçom é considerado um traidor, porque está transgredindo os compromissos que fez, está renegando os sagrados compromissos assumidos.

Todo Maçom está sob constante vigilância da sua consciência e dos demais Maçons. O maçom que vier a saber que um Irmão afastou-se do cumprimento do dever para com sua família, é obrigado a comunicar o fato à Loja.

Quando alguém se candidata a ingressar na Maçonaria, é verificado em sindicância se o candidato dispõe de recursos que lhe permita cumprir os compromissos maçônicos sem sacrificar a família. Enfim, nenhum homem casado deverá entrar para a Maçonaria sem que a esposa esteja de acordo.A solidariedade humana. Por isso reúne os homens em suas Lojas, nas quais reinam a moral, a tolerância e a solidariedade. Porém, a Maçonaria também dedica à família o melhor de suas atenções. E embora a mulher não participe diretamente dos trabalhos maçônicos, não se pode dizer que não lhes presta a sua colaboração, pois, enquanto os maridos se dedicam aos trabalhos da Loja, as esposas se constituem em guardiãs do lar e dos filhos, além de participarem ativamente das atividades solidárias promovidas pelas Lojas Maçonicas. 

Portanto, sob o critério filosófico, a Maçonaria destina-se tanto ao homem como à mulher, complementos que são um do outro e destinados como estão a constituir a família como base celular de uma sociedade bem organizada.

Os Maçons tributam, portanto, à mulher não somente o respeito que ela merece como mãe, esposa, irmã e filha, mas também pela admiração a que tem direito por ser o ornamento da humanidade, na qual tem exercido um grande papel civilizador e propulsor do progresso dos povos.

Todavia a mulher e a família não ficam de fora das atividades maçônicas.

Existem diversas associações mantidas pela Maçonaria, chamadas Associações Paramaçônicas, para as Senhoras, como, a   Fraternidade Feminina Cruzeiro do SulEstrelas do Oriente   e etc.

Recentemente começou a funcionar no Brasil a Ordem do Arco Íris que é mantida pela Maçonaria, com o objetivo de formar moças entre 11 e 19 anos.

Neste mesmo aspecto, existe a Ordem De Molay para jovens do sexo masculino, na faixa de 13 a 21 anos incompletos, com objetivos amplos de formação do jovem, preparando-o para uma vida futura, moldando o seu caráter para uma cidadania plena e responsável. E a APJ - Associação Paramaçonica Juvenil, mantida pelo Grande Oriente do Brasil, para jovens de ambos sexos.

Em alguns lugares já funciona a Ordem Internacional das Filhas de Jó, também para as moças na faixa etária entre 11 e 19 anos.

Estas organizações possuem atividades sociais e ritos próprios, cujo objetivo é aglutinar os jovens desenvolvendo os seus talentos, qualidades e potencial de liderança.

Cumpre esclarecer que, embora essas organizações tenham mérito reconhecido, os demais membros da família não são obrigados a aderir.

A família é para a Maçonaria a célula da humanidade. Quem não tem condições morais para ser um bom chefe de família, não pode ser maçom. Quando não se devota ao lar, quando não se preocupa com a família, o Maçom é considerado um traidor, porque está transgredindo os compromissos que fez, está renegando os sagrados compromissos assumidos.

Todo Maçom está sob constante vigilância da sua consciência e dos demais Maçons. O maçom que vier a saber que um Irmão afastou-se do cumprimento do dever para com sua família, é obrigado a comunicar o fato à Loja.

Quando alguém se candidata a ingressar na Maçonaria, é verificado em sindicância se o candidato dispõe de recursos que lhe permita cumprir os compromissos maçônicos sem sacrificar a família. Enfim, nenhum homem casado deverá entrar para a Maçonaria sem que a esposa esteja de acordo.

Desconhecemos o autor.

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos