A Pedra.

 

Você já pegou algumas pedras não mão e sentiu o seu peso.


Algumas já tentou pegar, mas eram tão pesadas que as abandonou onde estavam, procurando uma mais leve.


Você já se sentiu leve como aquela pedrinha que pegou por achar tão bonita.


Já se sentiu tão pesado como aquela pedra que tentou erguer e não conseguiu, sua força era pouca.
Somos como pedras em nosso caminho. 


Umas jogamos longe, outras admiramos, outras tropeçamos e ainda outras deixamos de lado por não suportarmos o peso.


Quem então é responsável pelas "nossas pedras"? Quem está ao nosso lado? Quem atravessa no nosso caminho? 


Quem tropeça em nós? Quem nos pula e nos deixa de lado? Não!


Somos nós o peso de nossas pedras. Somente nós temos a marreta nas mãos para quebrarmos as pedras pesadas transformando-as em pedriscos, em grãos de areia. 


Você não imagina quanta força tem um simples grão de areia. Ele é um no todo, jamais mais um.
Quando pisamos num grão de areia, estamos pisando na maciez de um grupo de grãos que nos oferecem conforto aos pés, quando pegamos um grão de areia nas mãos, estamos pegando um amontoado de grãos que nos enche as mãos e quando, deixamos escorregar entre os dedos, eles se juntam onde caíram.


Quebremos nossas pedras, transformemo-las em médias, pequenas pedras, quando percebemos, elas já serão grãos de areia.


Está dentro de nós a capacidade para nos transformarmos, para nos recriarmos.

Cássia Vicente

 

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos