A VIDA, COMO ELA É?

Este gráfico representa um coração que parou de bater, que morreu. O que você quer? Viver a vida como ela é, como seus “altos e baixos”, ou....?

 

A vida é feita de ondas e, como as ondas, tudo passa. Os momentos bons e ruins passam.  Tem um provérbio português que diz: “Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca de acabe...”

 

 

As ondas possuem: amplitude, comprimento, velocidade, frequência e período.

 

Meus queridos Irmãos, resolvi escrever sobre esse assunto porque estou percebendo, cada vez mais, que existem pessoas que não aceitam que a vida é assim. Há outras que não sabem que a vida é assim e, quando estão “surfando na crista da onda”, esquecem que aquele momento vai passar, vai mudar.

 

Há, ainda, outras que quando estão no vale (ponto mínimo da onda), desistem de tudo, reclamam de tudo, culpam todas as pessoas a sua volta, não fazem nada para mudar e ajudar a subir para a mediana e ir para a crista.

 

Estamos falando da vida como ela é. Não estamos tratando como ela foi (passado) nem tampouco como ela será (futuro). Estamos falando do presente. De agora, de hoje.

 

Trago uma frase marcante de Chico Xavier para reflexão: “Ontem passado.  Amanhã futuro. Hoje agora. Ontem foi. Amanhã será. Hoje É. Ontem experiência adquirida. Amanhã lutas novas. Hoje, porém, é a nossa hora de fazer e de construir”.

 

Vamos viver na batida no nosso coração. Vamos viver a vida como ela é, com seus altos e baixos, saber aproveitar os bons momentos, pois eles irão passar, e principalmente, buscar superar os maus momentos, que também passarão.

 

Um grande e fraternal abraço a todos!

 

 

Saudações Fraternais!!!

Valdir Massucatti.

Grão Mestre Adjunto da Grande Loja Maçônica do Estado do Espírito Santo

 

Fonte: https://omalhete135.blogspot.com/2020/06/a-vida-como-ela-e.html

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos