Agosto de crendeiro

Agosto chegou! Crendeiros do infortúnio anual ressurgem. Mês do cachorro louco, enunciam uns. Das bruxas, vozeiam outros. E haja crédulos a replicarem insólitos agouros. 

No passado, indicavam existir mais cães raivosos nas ruas. Fato justificado, pois é época de muitas cadelas no cio.

Fatídicos episódios são atribuídos a uma má sorte da trintena de Augusto. Falecimentos de 8 Papas! Ora, desde Pedro até o hoje Francisco, somam-se 266 pontífices. Assim, 258 faleceram em datas fora das tidas azaradas. 

Apontam as duas Grandes Guerras Mundiais e as enormes mortandades. Quantas, dos tempos idos à atualidade, com quantias infinitamente maiores de vítimas e países, ocorreram e ocorrem, afastadas do dito malsinado decurso? 

Idêntica análise deve ser aplicada para números relativos a desastres aviatórios, marítimos, ferroviários e de veículos automóveis. 

Também, na observância das citações de cataclismos, como terremotos, maremotos, ciclones, furacões e tempestades não somente registrados nos aludidos trinta dias do ano mas, ainda, naqueles restantes.

Ao enfocarem o Brasil, aludem sucedidos que, deveras, abalaram a Nação e o sentimento popular, entretanto, não se fazem numericamente expressivos comparados ao todo. 

Senão, veja-se. As mortes trágicas dos presidentes Getúlio Vargas, por suicídio, no 24/08/1954, e de Juscelino Kubitschek, em acidente automobilístico, no 22/08/1976, e a renúncia de Jânio Quadros, ao cargo presidencial, no 25/08/1961. 

Os supersticiosos ou dados à crendice não levam em conta que a República possuiu 37 governantes, incluindo o atual.

 

Geraldo Duarte

Advogado e administrador

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos