Amigo

 

 

 

1. A origem da palavra amigo: A palavra amigo, por si só, já diz muita coisa. Apesar de não existir uma precisão quanto à origem da expressão, algumas hipóteses são consideradas como mais prováveis. Considerando a sua derivação a partir do latim, amicus, especulam-se principalmente duas possibilidades: a primeira é de que a expressão venha de amare, amar; a segunda é de que ela viria de animi (alma) custas (custódia), ou seja, guardador-de-alma, ou alguém que toma conta da alma de outro.

  

Uma hipótese que se levanta é a de que a palavra vem do grego: a (não, sem) ego (eu), que pode ter querido significar alguém com quem você se identifica tanto quanto com a si mesmo, mas que não é você. Ainda sobre a expressão amigo, há outras curiosidades. Uma delas é que a palavra friend, amigo em inglês, tem a mesma raiz de freedom, liberdade na língua inglesa. Uma outra é que num passado, não registrado por escrito, a amizade podia significar, nas línguas saxônicas, a relação que se tem com alguém que lhe deixa confortável, em liberdade. 

 

Para o dicionário Aurélio Buarque de Holanda, a palavra amigo pode ser tanto um adjetivo quanto um substantivo, ou seja, ele pode ser uma qualidade de uma pessoa, ou ela em si. Mesmo assim, os significados são muito parecidos e se referem a pessoas ligadas a outra por laços de amizade, protetor e simpático. Contudo, independente do sentido, da língua e de sua origem, a palavra amigo manteve ao longo dos anos um espírito de afeto e companheirismo que impregna a palavra e a acompanha nesta caminhada até os dias de hoje, fazendo-a manter a essência, mesmo com seu sentido ampliado ou restringido. O que realmente importa é o sentimento que os une. É saber que se pode contar com alguém nas horas difíceis e nas comemorações. E saber que, independente de onde se esteja, existe alguém que estará sempre pronto para te estender a mão. Este é o verdadeiro espírito da amizade. (Fonte: Zin). 

 

2. Bíblia: (...) O mais notável exemplo de amizade no AT foi o de Davi e Jônatas (1Sam 19:1). O Livro dos Provérbios contêm muitos sábios conselhos sobre a amizade (Prov 14:20; 17:9; 19:4), bem como os livros sapienciais - especialmente Eclesiástico. Cristo chamou os discípulos de seus amigos (Jo 15:13-15). 

 

3) Saudade: Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, das descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos, dos sonhos que compartilhamos. Saudade até dos momentos de lágrimas, de angústia, das vésperas de finais de semana, de final de ano. Enfim, do companheirismo vivido. 

 

Embora cada um de nós vai para o seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a vida. Talvez continuemos a nos encontrar. Quem sabe, nos e-mails trocados. Podemos nos fonar, conversar algumas bobagens. Passarão dias, meses, anos até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo. Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E isso vai doer tanto. A saudade vai apertar dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente.

 

Quando nosso grupo tiver incompleto nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrimas nos abraçaremos. Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vida isolada do passado. E nos perderemos no tempo mais uma vez. Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixe que a vida passe em branco e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades. Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivesse morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos. (Vinicius de Moraes).

 

4) Preciso: Preciso de Alguém que me olhe nos olhos quando falo. Que ouça as minhas tristezas e neuroses com paciência. E, ainda que não compreenda, respeite os meus sentimentos. 

 

Preciso de Alguém, que venha a brigar ao meu lado sem precisar ser convocado. Alguém Amigo o suficiente para dizer-me as verdades que não quero ouvir, mesmo sabendo que posso odiá-lo por isso. Nesse mundo de céticos, preciso de Alguém que creia, nessa coisa misteriosa, desacreditada, quase impossível: A Amizade. Que teime em ser leal, simples e justo, que não vá embora se algum dia eu perder o meu ouro e não for mais a sensação da festa. Preciso de um Amigo que receba com gratidão o meu auxílio, a minha mão estendida. Mesmo que isto seja muito pouco para suas necessidades.

 

Preciso de um amigo que seja companheiro, nas farras e pescarias, nas guerras e alegrias, que no meio da tempestade, grite em coro comigo: “Nós ainda vamos rir muito disso tudo” e ria muito. Não pude escolher aqueles que me trouxeram ao mundo, mas posso escolher um Amigo. E nessa busca empenho a minha própria alma, pois com uma Amizade Verdadeira, a vida se torna mais simples, mais rica e mais bela. (Charlie Chaplin).

 

5) Gente fina: Gente fina é aquela que é tão especial que a gente nem percebe se é gorda, magra, velha, moça, loira, morena, alta ou baixa. Ela é gente fina, ou seja, está acima de qualquer classificação. Todos a querem por perto. Tem um astral leve, mas sabe aprofundar as questões, quando necessário. 

 

É simpática, mas não bobalhona. É uma pessoa direita, mas não escravizada pelos certos e errados: sabe transgredir sem agredir. Gente fina é aquela que é generosa, mas não banana. Te ajuda, mas permite que você cresça sozinho. Gente fina diz mais sim do que não, e faz isso naturalmente, não é para agradar. Gente fina se sente confortável em qualquer ambiente: num boteco de beira de estrada e num castelo no interior da Escócia. 

 

Gente fina não julga ninguém – tem opinião, apenas. Um novo começo de era, com gente fina, elegante e sincera. O que mais se pode querer? Gente fina não esnoba, não humilha, não trapaceia, não compete e, como o próprio nome diz, não engrossa. Não veio ao mundo pra colocar areia no projeto dos outros. Ela não pesa, mesmo sendo gorda, e não é leviana, mesmo sendo magra. Gente fina é que tinha que virar tendência. Porque, colocando na balança, é quem faz a diferença. (Martha Medeiros).  

 

6) A Amizade: E um adolescente disse: Fala-nos da amizade. E ele respondeu, dizendo: Vosso amigo é a satisfação de vossas necessidades. Ele é o campo que semeais com carinho e ceifais com agradecimento. É vossa mesa e vossa lareira. Pois ides a ele com vossa fome e o procurais em busca de paz. 

 

Quando vosso amigo expressa seu pensamento, não temais o ‘não’ de vossa própria opinião, nem prendais o ‘sim’. E quando ele se cala, que vosso coração continue a ouvir o seu coração, porque na amizade, todos os desejos, ideais, esperanças, nascem e são partilhados sem palavras, numa alegria silenciosa. 

 

Quando vos separais de vosso amigo, não vos aflijais. Pois o que amais nele pode tornar-se mais claro na sua ausência, como para o alpinista a montanha aparece mais clara, vista da planície. E que não haja outra finalidade na amizade a não ser o amadurecimento do espírito. Pois o amor que procura outra coisa a não ser a revelação de seu próprio mistério não é amor, mas uma rede armada, e somente o inaproveitável é nela apanhado. E que o melhor de vós próprios seja para vosso amigo. Se ele deve conhecer o fluxo de vossa maré, que conheça também o seu refluxo. Pois, que achais seja vosso amigo para que o procureis somente a fim de matar o tempo? 

Procurai-o sempre com horas para viver: o papel do amigo é de encher vossa necessidade, não vosso vazio. E na doçura da amizade, que haja risos e o partilhar dos prazeres. Pois no orvalho de pequenas coisas, o coração encontra sua manhã e sente-se refrescado. (Do livro, O Profeta, Khalil Gibran (1883-1931)). 

 

MAÇONARIA

 

1. Amigo ou Irmão? [...] É preciso retirar do nosso dialeto a retórica simplista da Irmandade Maçônica, precisamos cultivar o sentimento da Amizade Maçônica. Celebramos em nossas Oficinas a dulcificante ternura da amizade, e não é por ser simplesmente um sentimento, é um dever e seus praticantes são considerados virtuosos! 

 

Se os leitores acreditam que ser Irmão é mais importante do que ser Amigo, eu recorro ao Livro de Eclesiastes que foi escrito pelo Rei Salomão: Amigo fiel é proteção poderosa, e quem o encontrar, terá encontrado um tesouro. Amigo fiel não tem preço, e o seu valor é incalculável. Amigo fiel é remédio que cura, e os que temem ao Senhor o encontrarão. João, que não era o Batista escreveu: (15:13) Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. 

 

A intenção desse pequeno artigo é motivar a consubstanciação dos valores de Irmão e Amigo em nosso meio, a síntese está no Provérbio 17:17:  O amigo ama em todo o tempo; e para a angústia nasce o irmão. Se algum dia você se armou de espada foi para defender ou auxiliar um maçom, então tornou-se um amigo dedicado e leal ou seja um verdadeiro Irmão. Que a cada reunião sejamos mais Amigos, pois um dia Deus perguntou a Caim: - Onde está Abel, teu irmão? E Caim irado respondeu: - Não sei; sou eu o guarda do meu irmão? Momentos antes, Caim havia matado seu irmão Abel. ( Texto extraído e condensado do Irmão Sérgio Quirino, publicado no JB News).

 

2. Citação: ”Não vale a pena enganar, distorcer, vencer, alcançar os mais excelsos patamares do reconhecimento público, se dentro do coração não brilha a chama segura e clara da amizade”. (Zé Rodrix, Diário de Um Construtor do Templo). 

 

3. Rituais REAA: (...) se a eterna e consoladora amizade tem seu culto em nossos Templos, é menos por ser um sentimento do que por um dever, que se transforma em virtude. (RA). 

 

João Ivo Girardi

(joaogira@terra.com.br) obreiro da Loja “Obreiros de Salomão” Nº 39 de Blumenau é autor do “Vade-Mécum Maçônico – Do Meio-Dia à Meia-Noite”. 

Premiado com a Comenda do Mérito Cultural Maçônico “Aquiles Garcia” 2016 da GLSC e com a Ordem do Mérito Templário da Loja "Templários da Nova Era" Nº 91

 

Fonte: JB News Nº 2.228

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos