Comprometimento e Responsabilidade

 

Meus amigos e amigas que sempre me honram com suas leituras e atenção semanais, quero tratar hoje de um conceito que muito é discutido, mas, que nem sempre é devidamente entendido e aplicado na prática do dia a dia, seja nas questões pessoais ou profissionais.

Estamos falando do COMPROMETIMENTO.

Em sua origem latina a palavra comprometimento deriva de compromissus, ou seja, o ato ou ação de se estabelecer uma promessa recíproca. Por consequência, se entende que comprometimento é, na verdade, um compromisso que firmamos com alguém, pessoa ou Instituição, exigindo assim uma responsabilidade dos que se comprometeram.

Então, o compromisso é uma promessa, um acordo, um contrato escrito ou verbal que firmamos com alguém, sendo esse compromisso uma via de mão dupla; ou seja, se eu me comprometo com você, então, você também se compromete comigo.

Um bom exemplo é o namoro, noivado ou casamento. Duas pessoas se encontram, nasce o amor e a vontade de ficar junto. Pronto! A partir daí há um comprometimento conjunto, uma promessa feita entre duas pessoas para que se respeitem, se amem e vivam em união de forma sadia e harmônica. Bem, assim deverá ser, pelo menos, com todos os que dessa forma se comprometem.

Outro exemplo é o contrato de trabalho, firmado entre um trabalhador e uma empresa. Ao assinar o contrato de trabalho, a Empresa promete ao trabalhador pagá-lo em dia e nos valores que ficaram acertados, com os direitos estabelecidos por lei e eventuais benefícios que a empresa possa oferecer, tais como um ambiente de trabalho positivo, possibilidade de evolução profissional e demais itens que tragam bem estar e motivação aos seus profissionais. No que se refere ao profissional que assina o contrato de trabalho, este faz a promessa de ser assíduo, pontual, de cumprir com suas obrigações profissionais, atingindo os resultados propostos e contribuindo para a harmonia do ambiente em que se encontra, com uma boa postura e atitude positiva. Da mesma forma, assim também deveria ser com os que dessa forma se comprometem.

Contudo, tanto na vida pessoal quanto na profissional, encontramos pessoas, empresas e profissionais que não cumprem aquilo que prometeram. Existem casais que se desrespeitam, empresas que não honram seus compromissos com seus colaboradores e profissionais que não atendem nem o mínimo do que prometeram quando foram contratados.

Nesses casos, todos são mentirosos, pois prometeram algo e não cumpriram.

Ah! Mas pode ter havido uma série de fatores que levaram cada um a agir de uma forma ou de outra, assim ou assado... Pode ser, mas, são justificativas e o fato é que, nos exemplos citados, o que houve foi um rompimento da promessa.

Quando o namorado, noivo ou marido não respeita a sua namorada, noiva ou esposa (e vice-versa), está rompendo a promessa que fez da harmonia, respeito e união sadia; quando a empresa não cumpre com suas obrigações legais está desrespeitando seu parceiro mais importante que é o seu corpo de colaboradores e quando o profissional falta ao trabalho seguidamente, chega atrasado com frequência ou não atinge seus resultados por desleixo, falta de atenção ou de vontade está, também, sendo mentiroso e desrespeitador com seu empregador, pois não foi isso o combinado quando de sua contratação.

Também é muito comum jogarmos a responsabilidade da quebra da promessa nas costas do outro, seja este o cônjuge, empresa ou profissional. Mas, antes, é preciso efetuar um exercício de autocrítica e verificar até que ponto o outro tem responsabilidade sobre os problemas em que me envolvi ou causei.

Quando cumprimos o que prometemos estamos, então, demonstrando comprometimento. Quando não o fazemos, somos mentirosos. Simples, assim!

* Gerson Raul Persike

Empresário e consultor de empresas nas área de gestão, capacitação de lideranças e formação de equipes motivadas e produtivas. Diretor das empresas Comunicação e Mercado.
Articulista do jornal “Notícias do Dia”.

E-mail: comercial@cmtreinamento.com.br

Página: www.cmtreinamento.com.br

 

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos