Inclusão Social

Refletir sobre o conceito de inclusão social é um bom começo para falarmos da Inclusão da Pessoa com Deficiência (PcD) no mercado de trabalho. Segundo pesquisas, inclusão social é "um conjunto de meios e ações que combatem a exclusão aos benefícios da vida em sociedade, provocada pela falta de classe social, origem geográfica, educação, idade, existência de deficiência ou preconceitos raciais. Inclusão social é oferecer aos mais necessitados oportunidades de acesso a bens e serviços, dentro de um sistema que beneficie a todos e não apenas aos mais favorecidos no sistema meritocrático em que vivemos".

Agora, a prática da inclusão social se baseia em princípios até então considerados incomuns, tais como: a aceitação das diferenças individuais, a valorização de cada pessoa, a convivência dentro da diversidade humana, a prendizagem através da cooperação. A diversidade humana é representada, principalmente, por origem nacional, opção sexual, religião, gênero, cor, idade, raça e deficiência.

A inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho é colocada como um tema muito importante a ser tratado pelas empresas e considerada como uma ação de responsabilidade social posicionada como prioridade no negócio. Esta postura ética traz a diferença para dentro da empresa, combate o preconceito e reconhece a igualdade essencial entre as pessoas.

Agora, qualquer medida tomada pela empresa para incluir entre seus funcionários PcD's só será eficaz se houver um compromisso firme da direção com esse processo. Deve-se combater de forma explícita as manifestações de preconceito, interferir em todos os níveis de chefia, acompanhar a adaptação e, principalmente, demonstrar e exigir respeito para com esses novos empregados. Essas são as atitudes que, vindas dos altos escalões, expressam a determinação de que a empresa como um todo seja inclusiva.

Esta postura ética traz a diferença para dentro da empresa, combate o preconceito e reconhece a igualdade essencial entre as pessoas

Também é necessário não só incluir, mas assegurar as condições de interação das pessoas com deficiência com gestores, funcionários, parceiros e clientes, com os quais eles vão manter relacionamentos profissionais. É necessário oferecer a eles possibilidades para que possam desenvolver os seus talentos e permanecer na empresa respeitando as normas e atendendo os critérios de desempenho que foram estabelecidos.

Além da motivação ética e da determinação legal, as empresas têm um motivo de grande relevância para incluir PcD's no seu quadro efetivo de trabalho: ganhos de imagem que tendem a fixar-se a médio e longo prazo. Além disso, o ambiente de trabalho fica mais humanizado; o clima organizacional é positivo, favorecendo a produtividade dos funcionários (pessoas com e sem deficiência); o desempenho das PcD's supera expectativas; os impactos positivos de empregar pessoas com deficiência reflete sobre a motivação dos outros funcionários, melhorando o espírito de equipe; os funcionários PcD's ajudam a empresa a ter acesso a um mercado significativo de consumidores com as mesmas características, seus familiares e amigos; a auto-estima dessas pessoas aumenta e eles se sentem orgulhosos por possuir salário e por contribuir na renda familiar.

Pode-se afirmar que as pessoas com deficiência são mais comprometidas com o trabalho, mais concentradas, mais pontuais e dão mais valor às oportunidades. E é bom lembrar que as diferenças desaparecem quando essas pessoas são colocadas em um grupo que as aceite, que as estime, pois acrescentam valores morais e de respeito ao próximo, traduzidos no jargão: "somos todos iguais porque somos diferentes, quando recebemos as mesmas oportunidades, diante da vida"

* Laura Negro de la Pisa

Coordenadora de projetos sociais da rede de supermercados Mundial.

Originalmente publicado no jornal "Notícias do Dia".

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos