Nas férias, que tal reunir descanso com qualificação?

Quando pensamos em férias, a primeira coisa que nos vem à mente é descanso, muito descanso. Depois, diversão, família, amigos, boa comida, sombra e água fresca, não é mesmo? E estamos certíssimos em pensar assim, afinal, o trabalho diário precisa de uma boa pausa para que possamos voltar relaxados, com as baterias recarregadas, prontos para mais um ciclo dessa jornada que enfrentamos diariamente.

Porém, algumas pessoas resolverm aproveitar esse período para aperfeiçoarem-se em alguma especificidade do trabalho ou mesmo para aprender coisas novas. E muitas vezes esse aprendizado, que durante o dia a dia poderia ser uma carga extra, nesse momento pode até ser uma boa distração. Tudo irá depender de como você irá levar essa atividade.

Por exemplo: você precisa reforçar o seu inglês, não tem planos de viajar e está disposto a tirar meio período do dia em duas semanas para isso. O importante é não se pressionar, realizar a atividade de maneira leve e aproveitar os outros períodos do dia para relaxar. É importante que você não ocupe as suas férias inteiras com essa função, mas reserve duas semanas de quatro. Você voltará ao trabalho com essa competência mais "afiada" e terá descansado propriamente. Quem sabe, feito novos amigos e contatos profissionais. Se você tirar menos de um mês de férias, esqueça! É pouco tempo para esse planejamento. Assim, o melhor é focar mesmo em não fazer nada.

 

 

 

Se você tem mais dias, já é outra história. Que tal aproveitar aquela viagem com a família para fazer aquele curso que você tanto queria? Você, por exemplo, marcou de ir ao Rio de Janeiro e soube de um curso rápido de vendas com o profissional que você tanto admira. Se não lhe tomar muito tempo (uma tarde, uma vez que ficará no local por sete dias), aproveite! Converse com a família e passe aquele período aprimorando suas táticas. É o famoso "unir o útil ao agradável". Mas não  se esqueça do aval da família. Não deixe que o seu lado profissional estrague a diversão de todos. É bom sempre entrar em um consenso.

A prioridade das férias será sempre relaxar, distanciar-se da responsabilidade que carregamos diariamente e tentar focar a mente em coisas prazerosas. Se for possível tirar um dia ou outro para aproveitar e fazer algum curso que não foi possível durante o ano, de maneira mais tranquila, como uma experiência a mais, faça.

Agora, se para você o ano foi muito corrido e a sua necessidade urgente é o descanso, faça isso. O importante é tirar a pressão das coisas e ficar o mais leve e relaxado possível.

Boas férias!

 

* Carolina Farah

Diretora comercial da Sinergia Recursos Humanos.

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos