O reconhecimento secreto do amor

A misteriosa relação entre um homem e uma mulher no amor ou no casamento baseia-se num reconhecimento secreto sobre o ser da outra pessoa. Você conhece seu parceiro de uma forma que mais ninguém conhece, talvez ele próprio não saiba. Como se você visse algo dele que mais ninguém pode ver, uma sabedoria íntima ainda não capaz de ser escrita em palavras. É dito pelos esotéricos que somos seres de 6 dimensões das quais vemos apenas três e a quarta é um fator interno.

 

O tempo é o que dá sentido ao ser em questão. Então acho que nas relações de amor o que acontece é que uma conexão ocorre dentro das dimensões mais altas… para além da 4ª dimensão. É por isso que os amantes têm muitas vezes este sentimento de intemporalidade, criatividade, liberdade e alegria na presença de seu amado.

 

Agora vem os iniciados: o que eles fazem é exatamente essa relação, mas agora acontece entre o seu ser e o mundo inteiro, mesmo o universo (de acordo com o nível de desenvolvimento).

 

O iniciado sente-se ligado a todos os seres como os amantes se sentem ligados… Ele tem uma relação amorosa íntima com todas as plantas, pedras , pessoas. Mas não em um “Eu amo tudo” de uma forma superficial que nós podemos ouvir muitas vezes na sociedade, como uma orgulhosa pregação barulhenta. Eles sabem de uma forma íntima e silenciosa… uma relação individualizada com cada ser.

 

Uma espécie de dissolução interior como um casamento, mas não por desejo, mas por decorrência do sacrifício e da renúncia: o casamento da água e do fogo.

 

Isto dá um novo poder ao iniciado, o ser o qual ele ama começa a falar com ele e revela segredos que nós – com as nossas formas modernas de cognição – não podemos ver…

 

Por Bibiana – Inspirado por um livro de Rudol Steiner

 

Fonte: Anthroposophical Inspirations

 

Tradução Livre: Leonardo Maia

ACESSE A BIBLIOTECA - clique aqui

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos