Progresso ou Liderança

Líder e liderança  não são a mesma coisa: é possível alguém ocupar um cargo “de liderança” e não conseguir sequer motivar seus colaboradores: são os “chefes” que apenas estão no poder. A pessoa que verdadeiramente “inspira” os demais nem sempre ocupa um cargo, pois tal proeminência exige CRIATIVIDADE: capacidade de conceber ideias e “imagens” a partir de situações e questões, interpretando-as e formulando ponto de vista CLARO e assimilável.

São perdas de tempo os tais estudos que classificam líderes e liderança em três, quatro ou mais tipos como: liderança autocrática, liderança liberal, liderança democrática e liderança coaching. Fico a pensar se Platão, Napoleão Bonaparte, Churchill ou Einstein fizeram coaching...

Em se tratando de uma Ordem (ou sociedade) como a nossa  a Maçonaria  esqueçam tudo isso (por enquanto) e analisem o assunto com as próprias cabeças.

Tento analisar o problema com minha cabeça; posso estar redondamente enganado, mas exerço o livre pensar sem pretender ser formador de opinião; quem já me xingou disso (formador de opinião) recebeu merecida resposta.

Teóricos ganham bastante dinheiro com intermináveis falatórios sobre o tema; gastam horas do nosso tempo e enriquecem as suas (deles) contas bancárias explicando diferenças entre gestão e liderança. Conceitos de líder servidorlíder liberallíder democráticoautocráticolíder técnicomotivadorlíder carismático, etc. são firulas  rebuscamentos da fala para exprimir coisas simples que o homem comum sabe distinguir por intuição. No nosso caso basta, como já disse, raciocinarmos com o próprio bestunto:

1) sendo a Maçonaria uma síntese de diversas tradições filosóficas, sociais, políticas, correntes intelectuais e atitudes de transcendência; 2) sendo a Maçonaria um sistema que visa profunda e sincera reforma de seus membros pela REFLEXÃO íntima;  3) sendo a Maçonaria um método de reforço do caráter, de aprimoramento da bagagem moral e espiritual e do aumento dos horizontes culturais; 4) sendo a Maçonaria uma organização composta por instituições que permitem a seus membros o exercício constante busca da verdade, SEM QUAISQUER DOGMAS OU DIRECIONAMENTOS...  ... como e por que poderíamos conceber ALGUÉM investido na função mística ou divina (guru ungido pelos deuses) capaz de definir metas, impactar a vida das pessoas ao seu redor, “ser admirado para ser seguido” e incensado  como ensinam novas escolas de treinamento  ou vir impor-se por diversos meios, artifícios claros ou sub-reptícios?

Estou tentando, aqui, nessas mal traçadas linhas, exercitar o livre pensar; reconheço que, na qualidade de mortal, posso estar “enganadamente redondo”.

Para conduzir, comandar, unir ou desunir elementos dentro do grupo, a Maçonaria precisa de bons dirigentes e não de líderes; precisa de bons ou excelentes gestores testados e comprovados com sucesso nos embates da vida profana.

O maçom é um LIVRE PENSADOR, ou não é? Para quem nunca refletiu sobre essa expressão, Livre Pensador é o indivíduo cujas opiniões são elaboradas com base na razão e no convencimento íntimo, independentemente de quaisquer autoridades ou mesmo de formadores de opinião. Espera-se que cada maçom (cada homem e mulher livres deste e de outros planetas) formem sua própria opinião: se essa opinião estiver em consonância com os princípios éticos e filosóficos, da Ordem ou da sociedade, ela estará contribuindo com o processo civilizatório; caso contrário, será uma voz dissonante, um alarido de “reformadores” fanáticos a trazer mais problemas do que soluções.

Há os que ainda não formaram opiniões com base na razão. Esses permanecerão por um tempo ancorados em pessoa ou pessoas que se lhes apresentem como líderes... são as fragilidades inerentes à civilização e, na Maçonaria, as possíveis instabilidades do processo iniciático.

A média do comportamento humano não pode servir de régua para medir o progresso, assim como a média das inteligências não é padrão para se aquilatarem homens livres.

Há líderes religiosos, líderes políticos; Hitler, Mussolini e Stalin se apresentaram como líderes e foram seguidos por milhões! Há líderes de torcida organizada, e até... líderes de organizações criminosas. Mas numa Ordem livre, assim como nas universidades (livres) e na imprensa (livre) não se pode avançar sob cabresto e jugo do autoritarismo, mesmo que travestido em liderança.

Não levem ao pé da letra o que estou tentando argumentar; deletem meu texto – mandem para a lixeira – e analisem os fatos vocês mesmos, na teoria e na prática.

* José Maurício Guimarães

Conheça o Blog do autor: https://cartasmaconicas.blogspot.com/

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos