SABEDORIA SERÁ QUE TEMOS? CONHEÇA O CAMINHO

É comum as pessoas acharem que não possuem sabedoria, pois acreditam que neste universo só o Grande Arquiteto poderia ter e para os indivíduos mortais alcançarem a Sabedoria deveriam ter o conhecimento de tudo, isso é um puro engano.

Muitos permitem acreditar que aqueles que confirmam ter sabedoria não tem humildade, outro engano, pois todos os seres humanos possuem o dom da Sabedoria.

Outros associam sabedoria aos mais velhos e mais cultos, mais um engano gritante.

Mas o que realmente é a Sabedoria Humana e como manifesta?

Ao deparamos com as instruções do Livro Rito Schröder – Grau 2 podemos transcrever uma passagem que mostra um caminho da manifestação no SER: “...o chamamento “Conheça-te a ti próprio” propõe ao aprendiz a nossa convicção maçônica de que o reconhecimento de si próprio é o inicio de toda a Sabedoria”.

É difícil as pessoas entenderem que possuem Sabedoria, pois relacionam “Sabedoria” com “inteligência racional” ou “inteligência emocional” ou “esperteza”, esse modo de conceituação leva ao desconhecimento total do que realmente é o poder interior da Sabedoria Humana. Praticamente todos confundem a palavra Sabedoria como o “conhecimento de tudo”, o que faz distanciar muito da qualidade ou estado da palavra em sua prática. 

Para fazer entender os neófitos, podemos fazer um paralelo exemplificativo do dom natural mais conhecido em toda Terra: FÉ. Será que temos? A FÉ é uma manifestação natural, um dom dado pelo G.A.D.U, sendo que na maioria das vezes muito mal utilizado pelos seres humanos, pois para que haja manifestação devemos apenas utilizar o poder da palavra CRER, tornar a palavra viva em nosso consciente puro.

Sabedoria Humana também é uma manifestação natural, poucos conhecem este poder concedido para todos os seres humanos, é um estado de graça, é uma virtude no sentido da disposição para pratica do bem em função de produzir efeitos corretos, um poder que já nasce conosco, mas para transformá-la é necessário pureza em nossas consciências e corações.

A compreensão da palavra tem sentido literal em todos as áreas, citada diversas vezes em todas as crenças como um dom permanente e gratuito, será dado liberalmente e sem censura, pois o homem que expõe sua sabedoria adquire entendimento.

A visão de “Sabedoria” relaciona com o comportamento e entendimento do ato, para Aristoteles sabedoria é “a habilidade para agir de maneira acertada”, baseado em seu conceito podemos definir que é a manifestação sensata do ser.

Se buscarmos no dicionário verificaremos que os sinônimos da palavra tem haver com a prática, o qual demonstra um dom natural, citamos alguns dos sinônimos relacionados a palavra Sabedoria:

1. Grande conhecimento; saber; erudição. 2.  Qualidade de sábio. 3. Prudência; sensatez.

Ao primeiro momento nos deparamos com  o sinônimo “Grande Conhecimento”, mas será de “tudo”?, logicamente que NÃO, não tem nada haver com “conhecer tudo”, o conhecimento citado é entender o que é verdadeiro ou correto, é o entendimento do ato que ocorre, para melhor definição será a junção do sinônimo com o conceito de Aristóteles: “Grande conhecimento na melhor forma de agir corretamente”, em resumo é o discernimento do ato.

No Wikipédia a palavra Sabedoria originada da palavra grega “Sofia” é designada como “o que detém o sábio”.

Analisando o sinônimo de sábio, temos:

Sábio – 1. Que sabe muito. 2 Que encerra sabedoria. 3 Sensato; Judicioso.

Mas uma vez deparamos com um sinônimo de conhecimento extenso “saber muito” (que sabe muito), mas podemos perguntar para própria expressão qual é o significado?

SABE MUITO O QUÊ?....o extenso conhecimento do sábio está relacionado novamente ao discernimento, fazendo novamente a junção do conceito de Aristóteles: “Sabe muito a habilidade na melhor forma de agir de maneira acertada”. É o saber do seu comportamento adequado.

No site de estudos avançados da empresa Scielo, podemos ter como definição:

A palavra sabedoria significa qualidade ou estado de ser judicioso; conhecimento sobre o que é verdadeiro ou correto, aliado a um bom julgamento de como agir; discernimento ou intuição.

Para entendermos melhor se temos sabedoria como dom natural e que não está ligada a Inteligência, vamos analisar palavra “Inteligência” e seus sinônimos:

Inteligência – 1. Faculdade ou capacidade de aprender; compreender ou adaptar-se facilmente; intelectuo; intelectualidade 2. Destreza mental 3. Pessoa inteligente

Na definição de “Inteligência” no Wikipédia podemos perceber esta diferenciação da palavra Sabedoria:

A inteligência pode ser definida como a capacidade mental de raciocinar, planejar, resolver problemas, abstrair ideias, compreender ideias e linguagens e aprender. Embora pessoas leigas geralmente percebam o conceito de inteligência sob um escopo muito maior, na Psicologia, o estudo da inteligência geralmente entende que este conceito não compreende a criatividade, a personalidade, o caráter ou a sabedoria.

A inteligência está ligada a capacidade de aprender, solucionar problemas e raciocinar, tem como visão ampla em forma específica para determinada momento de uso, já a Sabedoria está ligado a capacidade de entendimento ou conscientização de um ato em todos os seus aspectos, tem como visão ampla com forma ilimitada atingindo todos os sentidos, sentimentos e instintos do SER.

Ser amplo é atingir o ambiente interno e externo do SER, tanto a inteligência e sabedoria terão essas condições de amplitude, mas a inteligência terá apenas na habilidade do uso do intelecto em ocasiões distintas, a habilidade para cada momento para gerir a informação, em uma das definições no Wikipédia podemos mostrar o momento do uso “... Embora tais diferenças individuais possam ser substanciais, nunca são completamente consistentes: o desempenho intelectual de uma dada pessoa vai variar em ocasiões distintas, em domínios distintos, a se julgar por critérios distintos. Os conceitos de 'inteligência' são tentativas de aclarar e organizar este conjunto complexo de fenômenos.”, o uso da inteligência será especifica para uma determinada informação gerada por uma ação podendo ser utilizado para prática do bem ou para o mal o que difere do uso da Sabedoria que é utilização para o modo correto de agir e poder alcançar todos domínios racionais e emocionais do SER em função do bem-estar.

Apenas à titulo de curiosidade para que seja entendido como deve ser analisado os sinônimos no dicionário, podemos exemplificar que inteligente não tem como sinônimo a palavra esperto, mas esperto tem como sinônimo a palavra inteligente, transformando as palavras na prática, podemos entender que nem todo inteligente é esperto, mas todo esperto é inteligente. Analisar os sinônimos é transferir as palavras mortas (logos) em palavras vivas na prática real (rhema). 

Portanto analisando as palavras vivas, Inteligência é algo que se conquista através do conhecimento e as chances dadas na vida, Sabedoria é uma virtude já alicerçada no ser humano que possibilita o entendimento.

 Este entendimento do saber possibilita equilibrar a razão e a emoção na melhor forma que conduza o SER ao encontro da verdadeira PAZ, algo que os demais sentidos ou dons não conseguem fazer ou produzir efeitos.

Sabedoria é uma manifestação natural, um dom que nasce com todo Ser Humano, mas que só pode ser manifestada quando deixamos o coração e consciência pura, sem vícios ou erros, pela maioria das vezes os seres humanos cegam e ofuscam a manifestação da Sabedoria Interior com suas vaidades, intrigas, impulsividades, discórdias, orgulhos, medos, maldades, manipulações, desejos unilaterais, coerções, influências e outras atitudes inadequadas.

Os antônimos da palavra Sabedoria retirados do site “Dicionário Informal” mostram a real situação de quem não utiliza o dom natural: ignorância, estupidez e incompetência, quem tem estes predicados pode ser inteligente, mas jamais ter sabedoria.

Para que possamos de uma vez por toda eliminar o erro de relacionar inteligência com sabedoria, podemos rever diversos fatos ocorridos em nossas vidas; quantas vezes nos surpreendemos com crianças ou nossos filhos nos dando lições de moral ou questionando os adultos de suas atitudes inadequadas, serão essas crianças super dotadas? Inteligentes? Espiritualmente evoluídas? Logicamente que é a manifestação natural da sabedoria, pois aquelas crianças tem a pureza em suas consciências e mostram a ação de maneira correta na melhor forma agir, já os adultos estão impuros e preocupados com os seus próprios desejos. Será que um analfabeto pode ser sábio?, como poderá ter se não obteve aprendizado ou conhecimento em tudo?, quantas vezes nos ocorreu de recebermos mensagens de pessoas com pouca instrução ou até nenhuma? Lembramos que não importa o grau de instrução ou nível social, essa revelação de sabedoria é um poder disponibilizado para todos.

Vejamos na prática, o que ocorreria se algum SER fosse traído por alguém ou tivesse outra atitude inadequada utilizada contra este SER, perceberemos que este SER terá ações que será transformada em reações nas mais adversas formas possíveis, seus instintos e sentimentos serão afloradas, seja para o bem ou para o mal, normalmente haverá um desequilíbrio racional e emocional.

Para que entendemos melhor é importante entendermos o que é instinto e sentimentos:

(Retirado do Wikipédia)

Instinto é uma palavra usada para descrever disposições inatas em relação a ações particulares. Instintos geralmente são padrões herdados de respostas ou reações a certos tipos de situações ou características de determinadas espécies. Em humanos, eles são mais facilmente observados em respostas a emoções. Instintos geralmente servem para pôr em funcionamento mecanismos que evocam um organismo para agir. As ações particulares executadas podem ser influenciadas pelo aprendizado, ambientes e princípios naturais.

Sentimentos, de forma genérica, são informações que seres biológicos são capazes de sentir nas situações que vivenciam.

A “Sabedoria” consegue o que nenhum dom, disposições naturais e valores inatos conseguem modificar, transforma o desequilíbrio emocional e racional em plenitude pacifica, podemos em certo momento ter sentimento de tristeza e utilizar especificamente o intelecto para defesa ou ataque, mas só a sabedoria poderá direcionar o caminho perfeito. 

Quais de nós SERES em nossa caminhada da vida nunca sentiu em uma ação adversa causada por problemas ou atitudes inadequadas um sentimento de tristeza, mas por dentro consegue perceber um grande sentimento de paz, porque ter dois sentimentos tão diferentes em uma única reação, seria um sentido complexo de entender?

Não, o que está sendo utilizado é a manifestação da Sabedoria equilibrando todo os sentidos do SER, imunizando as atitudes incorretas levadas por impulsividades ou atitudes inadequadas que por a maioria das vezes incentivadas por instintos e sentimentos contrários no que realmente é correto em fazer.

Em nossa caminhada maçônica deixamos de perceber em nosso rito que a palavra é mais presente do que qualquer outra, mostrando em diversos significados do simbolismo literário, para isso elenco algumas perólas de nosso rito que demonstram a palavra Sabedoria.

A mais conhecida é quando o Venerável coloca a vela sobre a coluna na abertura da Loja e cita “Sabedoria, dirija nossa obra!”, neste momento é contemplado para todos desde os aprendizes aos altos mestres graduados a condição de manifestar dentro de nós o nosso real dom, a verdadeira ARTE REAL.

O rito já demonstra claramente que Sabedoria não é conhecimento, é entendimento, sendo que a maior exposição do evento Sabedoria está em entregar a ferramenta RÉGUA ao aprendiz, onde deverá dividir o tempo com Sabedoria, por isso indago: como posso entregar uma ferramenta ao iniciado se não tem conhecimento suficiente? Precisa ter conhecimento para dividir e adequar o tempo?, todo o homem tem dentro si o entendimento suficiente para discernir, no ato de exprimir este brilho teremos capacidade de sermos sensatos em nossas atitudes e tempo.

A Sabedoria está muito presente nos manuais dos ritos, sendo colocado diversas vezes em oculto, expressões e frases que sempre levam-a exprimir este dom, nestes diversos momentos deparamos como é a manifestação do saber, na iniciação vemos a palavra Sabedoria ser colocada de modo oculto ao Iniciado no momento em que se coloca o ponta do compasso sobre o peito esquerdo, para lembrá-lo que sua transformação visa atingir a sua consciência do que o seu peito.

A consciência pura e limpa é o caminho para o entendimento, o entendimento que nos leva ao ápice da Sabedoria, manifestar Sabedoria traz evolução e transformação reta.

Pesquisado no site “Sedentário & Hiperativo”, podemos resumir que em muitas crenças e sociedades secretas a elevação dessa consciência pura dar-se-á em neutralizar o lado esquerdo do cérebro, através de prática de meditação, práticas religiosas, contemplações, atividade física na beira da exaustão e até uso de drogas para que então o SER passe a buscar o lado direito da imaginação, impedindo o lado esquerdo que tem como pontos ativos a lógica ou raciocínio.

Retirado do texto do livro “O Código Secreto das Catedrais – Decodificando os Símbolos Ocultos da Igreja e da Arte Renascentista” do autor Tim Wallace Murphy, pode-se relatar um ponto histórico sobre a Sabedoria.

Na época de Tutmés III (1.476 – 1.422 a.C.) havia um pátio aberto diante do Templo Principal de Karnak, o simbolismo tradicional dos obeliscos foi transformado em dois pilares independentes, que para o egiptólogo inglês David Rohl afirma ser os dois reinos do Egito, sendo que um dos pilares no lado do Sul tem três troncos terminando em uma flor conhecida como a Fleur-de-Lys. Os lírios não eram nativos do Egito naquela época e só eram cultivadas pela Ordem Real e utilizados pelas suas propriedades de provocar alterações no estado do humor quando ingeridos. Permaneceram estas flores como propriedade exclusiva dos Faraós e se tornaram o padrão para outra forma de representação simbólica de linhagem real. Era utilizada na gnose sagrada dos iniciados para alterarem seu estado de consciência, sendo que os lírios acabaram tornando símbolos de sabedoria, assim como o eram os próprios pilares. Ao longo do tempo, eles também se tornaram inseparavelmente associados à linhagem ancestral da Casa Real do Egito e, a partir desta época, dois pilares independentes passaram a representar os atributos reais gêmeos das dádivas divinas da força e da SABEDORIA, independentemente da cultura associada às crenças religiosas dos seus construtores.

A Sabedoria não exige isolar os dois lados do cérebro como eram descritos por religiosos ou sociedades secretas, não há necessidade de uso de meios não convencionais para atingir a consciência pura, temos poderes suficientes para utilizá-lo no nosso dia-a-dia, a PAZ permite que a Sabedoria una e equilibre os dois lados da mente, permitindo a manifestação da atitude correta.

A pureza pacífica da consciência é o elo de ligação, é a chave mestra, que nos traz a humildade em reconhecer o erro, ter prudência em nossos atos, ser sensato em nossas atitudes, é com este reconhecimento manifestado que nos traz a experiência e equilíbrio, nos mostrando a retidão e verdadeiro ENTENDIMENTO na melhor forma de agir.

Quando lhe perguntarem:

- Nós conhecemos tudo? Responda: Não

- Vocês têm sabedoria? Responda: Sim, mas as minhas falhas na maioria das vezes sempre cegam, fazendo com que eu não enxergue corretamente os meus atos, assim não permitindo o dom natural concedido pelo G.A.D.U se manifeste de forma verdadeira.

Relato em um poema escrito por minha autoria em 1985, mostrando onde está a verdadeira SABEDORIA, onde o título é o “Sábio das Cachoeiras” que demonstra que o SER precisa estar ligado a natureza e deixar suas ações serem manifestadas de forma natural para encontrar o verdadeiro mestre.

Sábio das Cachoeiras

Busco a luz da sabedoria, Mestre

Pássaros me guiam em direção ao Sábio

Dentre florestas densas, as trevas me cercam

Forças se esgotam, mas sinto sua presença

A minha aurora está se apagando

Mestre, onde está o Sábio das Cachoeiras ?

Oh! Protetor da Natureza, manifeste

A morte me segue, mas sinto sua presença

Oh! Meu Deus me mostre o caminho

A escuridão já possuiu o meu corpo

Sigo sua essência, pois cego estou

Onde está vossa compaixão?

Imaginação, Delírio, Alucinação.

A morte já tomou conta do meu ser

O sábio não existe, traição

Este é o fim da caminhada, tudo em vão

Oh! Meu Deus me apunhalaram

A morte chegou, onde está vossa misericórdia?

Minha alma está só, sem rumos

Oh! Criador do Universo, manifeste

Oh! Senhor, sinto novamente sua presença

O meu espírito se eleva e me fortalece

Descubro que sua presença sempre esteve em meu coração

Minha alma agora é apenas iluminação

pois eu vivo novamente

Sou a vida e a morte, sou o Rei da Natureza

pois eu sou o poder e glória

Sou o sonho

Sou real, pois

Sou o próprio Sábio das Cachoeiras.

Todos somos imperfeitos e falhos, mas temos dentro de nós os dons mais perfeitos e corretos que existem em todo o Universo prontos para serem manifestados, tente de vez em quando eliminar as atitudes inadequadas para que seja contemplado um dos maiores dons do ser humano, basta ativarmos de vez em quando para tornarmos o mundo um local melhor, mais justo e perfeito. 

Um cordial aperto de mão.

Paulo Henrique Sarmento 

 

paulohacs@hotmail.com

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos