Símbolos Nacionais

Às vésperas das comemorações dos 198 anos da Independência do Brasil, destacamos a importância para nós das datas cívicas nacionais.

Para além do viés político, partidário ou ideológico, todo Maçom deve compreender a relevância dos símbolos nacionais, tais como nação, Estado e até mesmo o município onde mora.

As razões são simples. Praticantes da Maçonaria Simbólica como somos, temos, ou deveríamos ter a consciência de que um símbolo carrega em si, uma história, uma mensagem e uma inspiração pessoal e coletiva.

Por trás dos símbolos há um universo sutil que envolve manifestações gráficas e musicais usadas para conectar grupos, entidades, instituições e povos com os elementos que deles fazem parte. Quando nos envolvemos com eles, sem sofisma, reserva mental, com respeito e amor, liberamos e somos tomados por energias impactantes.
Alguns Irmãos podem pensar que o exposto seja apenas teoria ou mero ufanismo nacionalista.

Garanto que não. Posso até afirmar que o Irmão já se viu envolvido por estas energias impactantes. Com certeza, já esteve reunido com várias pessoas, rodeado de BANDEIRAS, estandartes, flâmulas, cantando HINOS, em um ambiente decorado com imagens, BRASÕES, ícones e SELOS.

E onde teria sido? Por exemplo, em uma missa ou em uma partida de futebol.

Apesar das diferenças de ambientes, propósitos, posturas, trajes, linguajar, todos presentes estavam em um uníssono vibracional.

Todos ali compenetrados na ritualística do evento para o qual foi marcada a “sessão”. E todos liberam energias positivas para os que estão ao redor e as repercutem favoravelmente para além dos espaços físicos e temporais.

Enaltecemos, pois, a denominada “Egrégora Maçônica”. Então, porque não fazê-la em prol de nossa Pátria?

Vibremos ao HINO DA BANDEIRA: “Sobre a imensa Nação Brasileira; Nos momentos de festa ou de dor; Paira sempre sagrada bandeira; Pavilhão da justiça e do amor!

No HINO DA INDEPENDÊNCIA há a lembrança de que “Os grilhões que nos forjavam; Da perfídia astuto ardil; Houve mão mais poderosa; Zombou deles o Brasil” afinal nós somos “Brava gente brasileira!”

Nossos valores são declamados com fervor e zelo no HINO NACIONAL: “Se o penhor dessa igualdade; Conseguimos conquistar com braço forte; Em teu seio, ó liberdadeDesafia o nosso peito a própria morte

O BRASÃO de Armas do Brasil é um escudo azul-celeste, apoiado sobre uma estrela de cinco pontas, disposta na forma da constelação Cruzeiro do Sul, com uma espada em riste, símbolos do devido acobertamento espiritual e material.

Façamos da BANDEIRA NACIONAL o avental do Construtor Social Maçom. Suas formas geométricas e estrelas, naturalmente, encontram similaridades com os da Maçonaria. Mas, o principal é a histórica aclamação para o hoje e para o amanha: ORDEM E PROGRESSO!

Se lhe restam dúvidas sobre o valor da exaltação maçônica aos Símbolos Nacionais, lembre-se de que Bandeira do Brasil é ornamento constante nos Templos Maçônicos e sua saudação compõe a ritualística das Sessões Magnas.

 
VIBREMOS POSITIVAMENTE PELO BRASIL TENDO
O AMOR POR PRINCÍPIO, A ORDEM POR BASE; O PROGRESSO POR FIM”
(Auguste Comte)

 
Neste décimo quarto ano de compartilhamento de instruções maçônicas, continuamos a incentivar os Irmãos ao estudo, reflexão e, principalmente, pelo momento em que vivemos a fraternidade solidária entre os Irmãos.

Sinto muito, me perdoe, sou grato, te amo. Vamos em Frente!

Fraternalmente
Sérgio Quirino
Grande Primeiro Vigilante
GLMMG
"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos