Valores essenciais da caminhada maçônica

 

A Maçonaria é uma sociedade iniciática que busca o aperfeiçoamento dos homens, nos valores espirituais, morais e sociais. Estes três valores são essenciais e caminham sempre juntos. Quando separados, colocam em risco os verdadeiros objetivos que se propõe a nossa instituição. 

 

Vejamos o Rito Escocês Antigo e Aceito, por nós adotado. É um Rito profundamente espiritualizado, começando com a sagração de um ambiente, que denominamos TEMPLO, transformando-o em espaço sagrado e, portanto, espiritualizado, onde a partir de nossa iniciação damos os primeiros passos para uma interminável viagem maçônica, podendo, inclusive, incursionar pelos 33 graus do Rito. 

 

O nosso Rito nos conduz, com Sabedoria, numa escalada crescente do conhecimento, ao longo de toda a caminhada maçônica.

 

 

Começamos na nossa iniciação timidamente, mas com grande curiosidade a receber influxos que nos mostram o valor da humildade, para após, colocados na coluna de Áries começarmos a nossa empreitada, que nesse grau são seis colunas a serem percorridas, passo a passo, e que nos permite, após comprovarmos o conhecimento, passarmos para a coluna de libra, já no Sul, na condição de Companheiros e dar sequência ao nosso aprendizado. Neste trajeto, nos preparando para o grande encontro na coluna de escorpião, onde, pelos novos conhecimentos, nos organizamos para ascendermos ao grau de Mestre-Maçom, nos conscientizamos do papel social e místico, ofertando aos valores espirituais a magnitude necessária para sobrepujar os valores materiais.

 

Somente buscando o aprimoramento com profunda humildade, é que nos será permitido subir os degraus na direção do Oriente, os quais representam a Aritmética, a Música, a Geometria e a Astronomia, e que na linguagem maçônica é definido como Quadrivium, de onde passamos a aspirar o Trono de Salomão.

 

O irmão que se prepara e almeja o Trono de Salomão, e é escolhido, deve saber que precisará subir mais três degraus, denominados Trivium, a saber: Lógica, Gramática e Retórica.

 

Estas três artes liberais tem como objetivo prover a disciplina da sua mente para que esta possa expressar-se através da linguagem, sob o ponto de vista esotérico.

 

Todo aquele que tem a honra de sentar-se no Trono de Salomão, passa a ser o guardião de todos os valores do Rito Escocês Antigo e Aceito da Maçonaria operativa e especulativa.

 

Terminada esta fase, dos graus simbólicos, muitos irmãos podem empreender em continuar a caminhada pelos graus superiores. A viagem é muito mais longa, repleta de desafios, pois começamos a conviver com a filosofia que nos proporciona poder interpretado que é simbolismo e filosofismo e a partir daí, vão agregando-se a cada grau da nossa evolução, valores até então desconhecidos na escalada das verdades espirituais, nos preparando para alcançar o último estágio da Escada de Jacó e para ali chegando entender que após tantos ensinamentos, continuamos aprendizes, pois o conhecimento absoluto está reservado apenas ao Grande Arquiteto do Universo.

 

A escalada do Grau 1 ao 32 e a Investidura no Grau 33 é uma viagem do desconhecido que pouco a pouco vai nos despertando para uma verdade: a de que somos seres imperfeitos e a de que estamos neste estágio para, paulatinamente, abrirmos os nossos olhos e a nossa mente para as grandes verdades que sempre estiveram fora do nosso entendimento.

 

Infelizmente nem todos conseguem entender esta sua nova condição, pois o início da estrada que devemos percorrer, nos obriga a mostrar aos que não tiveram o privilégio de ser Iniciado, o verdadeiro sentido de viver e servir.

 

Assim, exorto aos irmãos que nunca parem na senda do aprendizado. Nunca parem de buscar a Verdade. Nunca parem de estudar. Nunca pensem que chegaram ao topo da Maçonaria: tenha certeza que a viagem não acabou, e nunca acabará.

 

A Verdade e a Sabedoria está em absorver os ensinamentos do nosso Rito Escocês. Devemos estar sempre atentos e despertos para o verdadeiro significado do que é viver.

 

Tenham a certeza de que a Maçonaria, como Ordem Iniciática, nada perde dos seus valores; continua a sua caminhada e a sua missão do despertar dos homens.

 

Que o Grande Arquiteto do Universo consiga contagiá-los com a Sabedoria, a Sensibilidade e a Compreensão e que tenham a certeza de que a humanidade nunca precisou tanto dos valores da Maçonaria, como nos dias em que estamos vivendo.

 

Não percamos esta maravilhosa oportunidade que é dada a tão poucos.

 

Wilson Filomeno

Ex-Grão-Mestre da GLSC

 

Fonte: “Chama” - Órgão de divulgação da Grande Loja de Santa Catarina - GLSC - Ano XII - Nº 48 - Ago/19

"A verdade deve manifestar-se em nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações"
 
Mahatma Gandhi
"Jamais permita que os nós tapem a vista da janela, pois será através dela que enxergaremos a oportunidade dos laços!"

 

Áureo dos Santos