AINDA HÁ TEMPO !

 

 

 

Insta-me oh Pai, a compreender 

Razão de desvairada luta...

Se necessário ao bem viver

Basta empreender sóbria labuta 

 

Se mesmo prato a todos ceva 

Que ganâncias quando fartadas,

Acabam transmutando em treva...

E mui difícil perdoadas !

 

Se é mais importante que “Ter”,

Lapidar nossa pedra bruta

E na estação transitória “Ser” 

 

Se o “material” que nos enleva,

Serve novas mãos e jornadas

Vez que disso...nada se leva !

 

 

Adilson Zotovici

ARLS∴ Chequer Nassif-169